O ano de 2019 começou com perspectivas de grandes mudanças na área econômica, que resultariam no destravamento da economia e na aceleração do crescimento:

  1. Reforma da previdência;
  2. Reforma trabalhista;
  3. Reforma administrativa;
  4. Reforma tributária.

Cada uma com sua razão própria, contribuiria para a aceleração do cenário econômico.  Sem discussão política.

Passamos a maior parte do ano discutindo o item um da agenda. A forte resistência de setores da sociedade, que hoje são amplamente favorecidas pelo status quo, contribuíram para isso.  Mas a partir de agosto, a economia começou a dar respostas positivas com uma melhor oferta de trabalho; nesse momento temos o menor índice de desemprego desde 2014, crescimento nas exportações, desregulamentações na área econômica (que trarão resultados em curto prazo) e o melhor dezembro dos últimos anos, com crescimento médio das vendas de 9,5%. Os indicadores de violência merecem ser mencionados: caíram bastante, apesar do Brasil continuar a ser um país, ainda, muito violento.

Como qualquer empresa, independente do tamanho, iniciamos o ano com um plano a ser seguido. Metas: operacionais, financeiras, de novos produtos ou serviços.  A nossa era de entrar em novos mercados, com novos produtos e serviços.

Em 2019 atuamos basicamente em três frentes:

  1. Internacionalização da empresa, com busca de novos mercados na América Latina, África e Europa;
  2. Entrar no mercado da cobrança digital. Deixar de ser o fornecedor de ferramentas para ser o agente operacional;
  3. Aprofundar nossa participação no mercado de conteúdos digitais, mídias e promoção de eventos e jornadas corporativas.

Podemos dizer que nossos objetivos foram alcançados. Através de parcerias e sócios locais conseguimos entrar na Argentina e África.  Entramos no mercado de cobrança digital através de nossa marca Digitally Pay   em sociedade com o Dr. Raul Ostengo. Realizamos com muito sucesso o Latam Credit Show SP, em parceria com a OTG, outro empreendimento da família Ostengo.

E para 2020?

2019 foi um ano de semeadura. Trabalhamos muito em alianças, novos produtos, novos serviços. 2020 será o ano de colher o que foi plantado.

Aprofundar nossa participação na indústria de marketing digital. Aprofundar a geração de conteúdos pelo compartilhamento de experiências, conhecimentos, cases de sucesso com nossos leitores.

Produzir um Latam Credit Show ainda mais impactante, em São Paulo. Não basta falar de inovação, vamos buscar inovar nossa forma de comunicar, falar. Em 2020 vem um evento bastante diferente dos que o setor tem visto. Faremos um em São Paulo e outro em Curitiba.

Aprofundar a nossa oferta por soluções digitais à Indústria de C&C. Promover jornadas tecnológicas imersivas, no propósito de acionar a disruptura das pessoas. Acreditamos que uma viagem de imersão desse tipo possa alavancar avanços profissionais de até 10 anos nos participantes. E a jornada da China já está organizada.

Organizar workshops e lançar nosso Market Place de C&C. Participar cada vez mais no mercado de consultoria, especialmente nas áreas de Compliance, LGPD e Cyber Security, onde acabamos de fechar um acordo de representação com uma empresa israelense do setor.

Continuar apostando em alianças e na diversificação de nossas ações, na crença que o Brasil iniciará um ciclo de crescimento sustentável.

Que 2020 seja uma grande Jornada.

Fonte: por Luciano Basile Filho*, para a CollBusiness News em 30.12.2019.

*Msc Ciência da Computação; Founder & CEO de i.Coll Soluções Integradas,  publisher da CollBusiness News, Founder & CTO de Digitally Pay.