Quando o impacto está presente também da porta pra dentro.  

Fala-se muito sobre impacto e sua importância para a sociedade. Também é muito discutido como é dada a relação com clientes, investidores, poder público e outras partes interessadas para a construção de um mundo muito mais justo.

Porém, gostaria de dedicar esse artigo para que possamos refletir sobre quem está no dia a adia atrás da cortina, trabalhando para que o impacto aconteça e seja percebido como algo grandioso.

Independentemente do tamanho da empresa ou o número de colaboradores, é necessário que haja equilíbrio entre o ambiente externo e o interno e isso não cabe somente à pessoa responsável pelos recursos humanos, mas também a liderança responsável por tomadas de decisões. Um líder ou os líderes de uma organização, como figuras inspirativas, devem assumir uma postura empática e entender que todos que caminham juntos para atingir a visão, são também seres sociais.

Para que isso aconteça é importante prestar atenção, ou seja, conhecer a equipe para que um diálogo seja construído e tomadas de decisões possam ser mais assertivas:

  • Como está a saúde dos colaboradores de um negócio que atua no setor de saúde?
  • Como é gestão das contas pessoais dos colaboradores de uma empresa do setor financeiro?
  • Quais são as influências externas que impactam no dia-dia?
  • Como está a saúde mental e emocional da equipe como um todo?
  • Quais problemas pessoais esse colaborador está enfrentando?

Não estou dizendo que uma organização precisa se responsabilizar questões pessoais, mas sim assumir que uma empresa demanda de pessoas e para que o funcionamento seja fluído, é preciso construir uma relação de parceria. Uma relação ganha-ganha.

Acredito que não exista uma receita pronta e é isso que faz de cada organização um ambiente único. Ao prestar atenção, cada organização identificará sua urgência: seja um feedback ou um plano de carreira mais ajustado ou o desenvolvimento de canal de denúncia contra violência doméstica.

Com uma equipe fortalecida, o poder do crescimento de impacto torna-se muito mais potente. Damos aquilo que temos.

Para mim, impacto é algo holístico, ou seja, vai além do produto ou cliente final. É ter clareza de quem faz o seu negócio acontecer e não se responsabilizar, mas sim, se perceber como parte do problema e da solução.

Fonte: Por Julia Drezza, para CollBusiness News, em 19.02.2018

 

 

 

2018-02-19T15:48:22+00:0019/02/2018|Capital Humano|Nenhum Comentário
Translate »