O Banco Central regulamentou nesta terça-feira a compra de ativos privados pela autarquia autorizada por emenda constitucional aprovada pelo Congresso, definindo previsões que darão preferência a ativos emitidos por microempresas e empresas de pequeno e médio portes.

Segundo o BC, serão elegíveis ativos com risco de crédito equivalente a pelo menos BB-, com prazo de vencimento mínimo de 12 meses.

"O mercado de ativos privados, no período recente, se tornará importante fonte de financiamento para empresas locais, elevando a competição no mercado de crédito em geral", disse o BC em nota. "O BC atuará visando a manutenção do normal funcionamento do mercado."

A autarquia divulgará diariamente em sua página na internet as operações liquidadas.

Fonte: por Reuters, para Época Negócios em 23.06.2020