Black friday, natal, festas de final de ano… Todos esses gastos não saem barato para o bolso de ninguém. Mas como não podemos fugir desses eventos, precisamos achar a melhor solução para não irmos à ruína financeira em um único mês.

Resolvi procurar na internet sobre o quanto o brasileiro está disposto a gastar com presentes de Natal e fiquei pasma com o que encontrei. Os resultados mostram que as pessoas irão gastar valores de R$ 125 a R$ 250 por pessoa presenteada!

Ligue o alerta

Se somente esse valor não soou um alarme em sua cabeça, tenho certeza de que a partir de agora você enxergará esses gastos de outra maneira. Para isso farei algumas comparações usando o salário mínimo, no valor de R$ 998, e o ganho médio salarial do brasileiro, que é R$ 2.330.

Supondo que você compre no total seis presentes para seus familiares e amigos e gaste R$ 150 para cada um, o total desses mimos sairá R$ 900, o que corresponde a 90% de um salário mínimo gasto em presentes.

Ainda não está preocupado, pois conta com o 13º justamente para auxiliar com isso? Então saiba que 38% dele realmente já foi comprometido com as lembranças de fim de ano. Porém, precisamos ser realistas aqui. Sabemos muito bem que não serão apenas 6 presentes comprados. Tem as lembrancinhas para os conhecidos, as roupas para as festas, as viagens de férias e os gastos com ceia.

Não comece com o pé esquerdo

Meu intuito não é dizer que você não pode presentear seus entes queridos ou que não deve aproveitar as festas. Com certeza o natal é uma data muito especial, que deve ser curtida, porém ela não pode ser a razão para que você já comece um novo ano devendo e no vermelho.

Uma opção para economia é fazer um amigo secreto entre os familiares já com valor estipulado, como R$ 50. Dessa forma ninguém ficará ofendido ao receber somente um presente e o gasto de R$ 900 diminuirá em mais de 90%.

Voltando às nossas contas. Considerando que você gastou R$ 2.000 (presentes, roupas, comida, viagem), você acabou de gastar dois salários mínimos apenas com esses itens. Em outras palavras, trabalhou um ano inteiro para acabar com seu dinheiro em poucas compras.

O que devemos priorizar

Isso faz sentido para você? É uma prioridade de sua vida torrar o ganho de um mês inteiro dessa forma? Como educadora financeira não consigo dizer que esse tipo de dispêndio é proveitoso. Com certeza devemos gastar tempo para estar perto das pessoas que gostamos , mas trabalhar em prol de alguns regalos não me soa como algo enriquecedor.

Descomplique: Walt Disney ensina que é preciso investir no seu talento.

Fonte: por Julia Mendonça,  para UOL em 02.12.2019.