Google revela detalhes da construção de sua própria cidade em Mountain View

O gigante Google já recebeu “luz verde” do município de Mountain View, na Califórnia, para construir a sua nova sede.
Um espaço com dois andares, espaços verdes e de convívio.

A Google acaba de revelar detalhes do projeto de desenvolvimento de sua própria cidade na região de North Bayshore em Mountain View, na Califórnia, que deve contar com espaço residencial, escritórios e lojas.

Os documentos publicados em 07 de dezembro revelam uma área de aproximadamente 300 mil metros quadrados de escritórios novos e reformulados, cerca de 18 mil metros quadrados de varejos, além de 8 mil novas casas e mais de 141 mil metros quadrados de espaço para publicidade acessível.

A localidade será construída com a parceria de uma construtora para montar até 6.600 unidades residenciais, sendo 20% desta quantidade qualificadas como casas de valores acessíveis. A prefeitura de Mountain View aprovou o projeto ainda em dezembro de 2017, sob a promessa da Google de construir um vilarejo como um plano de redesenvolvimento para reduzir a incompatibilidade de crescimento de empregos e disponibilidade de moradia na área.

Os documentos publicados na última sexta-feira (7) revelam uma área de aproximadamente 300 mil metros quadrados de escritórios novos e reformulados, cerca de 18 mil metros quadrados de varejos, além de 8 mil novas casas e mais de 141 mil metros quadrados de espaço para publicidade acessível.

A localidade será construída com a parceria de uma construtora para montar até 6.600 unidades residenciais, sendo 20% desta quantidade qualificadas como casas de valores acessíveis. A prefeitura de Mountain View aprovou o projeto ainda em dezembro de 2017, sob a promessa da Google de construir um vilarejo como um plano de redesenvolvimento para reduzir a incompatibilidade de crescimento de empregos e disponibilidade de moradia na área.

“Nós queremos ver a área transformada no que a cidade chamada de ‘vizinhanças completas’, com o foco em aumentar as opções de moradia e criar espaços públicos que priorizam as pessoas em vez dos carros”, contou Michael Tymoff, diretor de desenvolvimento do projeto da Google.

Uma das localidades de North Bayshore, chamada Shoreline Commons, é pertencente à Google e à empresa imobiliária SyWest Development, mas ambas ainda não fecharam acordo, o que deve ser discutido no início do ano que vem. Um dos desenvolvimentos que já estão aprovados é um campus futurista chamado Charleston East, com a construção em andamento.

A Google gastou ao longo dos últimos dois anos pelo menos US$ 2,8 bilhões na construção de propriedades não só em Mountain View, como também nas regiões de Sunnyvale e San Jose. Recentemente, a companhia ganhou ainda a permissão para construir mais de 40 mil metros quadrados em San Jose por US$ 110 milhões.

Fonte: por Canaltech para  CNBC em 10.12.2018

2019-02-13T10:38:26-03:0014/02/2019|Vale do Silício|Nenhum Comentário
Translate »