Curitiba é a terceira cidade mais inteligente no Brasil, de acordo com o Ranking Connected Smart Cities 2019.

Fundo Inova VP foi criado por Lei sancionada no dia 04 de Novembro pelo Prefeito de Curitiba Rafael Greca.

Prefeito Rafael Greca participa do Lançamento Fundo Inova Vale do Pinhão. Curitiba04/11/019. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

A partir de 2020, projetos de inovação e pesquisa científica e tecnológica realizados por startups curitibanas poderão receber investimentos do recém criado Fundo de Inovação do Vale do Pinhão, intitulado Inova VP.

O Inova VP destinará inicialmente R$10 milhões para apoiar empreendedores inovadores, atrair mais negócios e fomentar o ecossistema de startups da cidade.

“O objetivo principal é fortalecer a pesquisa e a inovação, além de estimular o crescimento de todo o ecossistema de tecnologia em Curitiba. É gratificante ver o poder público fomentar a área que mais se desenvolve na economia do século XXI. É um grande passo a frente para o Vale do Pinhão”, explica Paulo Roberto Coimbra de Manuel, vice-presidente de articulação política da Assespro-PR.

A entidade, que representa as empresas do setor de Tecnologia da Informação e da Comunicação no Estado, participou da elaboração do Fundo, criado por Lei de autoria do Prefeito Rafael Greca, aprovada pela Câmara Municipal em outubro e sancionada nesta segunda-feira (04/11).

“Temos o objetivo de tornar Curitiba referência  internacional  dentre das denominadas cidades inteligentes”, afirma Greca.

Curitiba é a terceira cidade mais inteligente no Brasil de acordo com o Ranking Connected Smart Cities 2019. A cidade pontuou 38,016, ficando atrás de Campinas (38,505) e São Paulo (38,977), que ficaram em primeiro e segundo lugares respectivamente. A pontuação final do ranking é composta por 70 indicadores, a exemplo de meio ambiente, urbanismo, educação e segurança.

O valor inicial de R$10 milhões a ser gerenciado pelo fundo veio da Prefeitura de Curitiba, que provisionará em seu orçamento valores anuais para repasses. Contudo, o Inova VP também receberá repasses de outras instituições governamentais e não governamentais, doações, rendimentos de aplicações financeiras, entre outros recursos.

O Inova VP será administrado pela Agência Curitiba de Desenvolvimento, que organiza um Comitê de Investimentos para deliberar sobre a aplicação dos recursos do fundo.

Fonte: por Liliane Scaratti, Equipe de Jornalismo da Engenharia de Comunicação – ASSESPRO- PR, em 11 de novembro de 2019.