ACOM

A ACOM Sistemas, empresa de tecnologia com unidades no Paraná e São Paulo, investiu R$5 milhões no aprimoramento do seu software para gestão de bares, restaurantes e outras empresas no setor de food service, incluindo robotização para automação de processos e machine learning.

A solução atua como backoffice, isto é, para as atividades-meio de um empreendimento, como gestão fiscal, contábil e financeira. Com isso, a empresa, alcançou a marca de 300 contratos no fornecimento da solução tecnológica. Entre os clientes atendidos estão Hard Rock Cafe Curitiba, Vinil Burger, Batatas Dipz, Bistrô Charlô e o Grupo Rubaiyat, com restaurantes no Brasil, Argentina, Chile e Espanha.

“São robôs que fazem integração com o PDV [ponto de venda]. Processam, durante a madrugada, as informações que vêm do fechamento do caixa, automatizando o controle de estoque, de custos, de necessidade de compras, de conciliação com as vendas em cartões de crédito, com portal de compras, com empresas de logística. É uma sofisticação em toda a operação, que ajuda o estabelecimento a ter controle nas compras, no estoque e nas saídas, para uma gestão mais eficiente”, diz o sócio-diretor Carlos Drechmer.

A ideia da nova plataforma surgiu em 2015 quando a ACOM Sistemas identificou que entre as maiores necessidades e demandas do mercado food service (restaurantes, bares e similares; e, ainda, indústrias de alimentos, bebidas e distribuidoras) estava a automação de processos de gestão do negócio. Assim, veio o reposicionamento de mercado.

Então, em 2017, foi realizada a contratação de profissionais altamente capacitados para o aprimoramento das tecnologias já utilizadas, upgrades, o que resultou na criação do novo sistema chamado EVEREST 3.0.

“Era preciso um novo produto, construído do zero. Equipe nova, contratamos consultoria, fizemos atualização das linguagens, criamos novo ambiente. Mantivemos o nome de nosso produto de ERP que já comercializávamos, o EVEREST, acrescentando o 3.0. E assim estava pronta uma plataforma com maior rapidez de implantação e maior facilidade para o usuário. Antes, eram seis meses para implantar a solução. Hoje, são seis semanas.”

Embora a especialização da empresa seja direcionada ao mercado food service, há uma boa parcela de clientes de outros ramos de atividade.

Fonte: por Nicole Thuler, Equipe de Jornalismo da Engenharia de Comunicação - Assessoria ACOM, em 13.11.2020