“Futuro dos bancos é incerto”

De acordo com Candido Bracher, Presidente do Itaú, em tempos de fintechs, a adaptabilidade e a permanente transformação são a chave para a continuidade.

As constantes transformações e a facilidade tecnológica têm mostrado que o momento é propício para mudanças. E para o Presidente do Itaú, os desafios são feitos para serem superados.

Futuro do mercado financeiro

Candido BracherPresidente do Itaú desde 2016, sabe que o mercado financeiro vem passando por grandes alterações. Assim como os desafios da instituição em se manter como o maior banco privado do Brasil.

Para ele, não há como prever o futuro do banco. Mas que o importante é se tornar adaptável e saber lidar com as mudanças. Entender e respeitar os novos concorrentes é fator chave para se manter no mercado.

Sair da zona de conforto pode ser estressante para muitos, mas Bracher entende que só assim a transformação acontece. Mesmo que o panorama não seja muito claro para o mercado financeiro nos próximos 5 anos.

O que se sabe, segundo Bracher, é que as transações envolvendo dinheiro continuarão acontecendo. Seja pagando contas, fazendo poupança, investindo, financiando.

A grande questão é: como serão essas novas instituições estarão inseridas no mercado financeiro?

E para Bracher a resposta é simples:  Adaptação!

Ou seja, estar preparado para um futuro ainda obscuro ou com incertezas. Além disso, o Presidente do Itaú comenta sobre a necessidade de entender o cliente.

Então saber exatamente quais as suas demandas. Seja o melhor produto, o preço mais adequado ou a economia de tempo nas operações.

Bracher entende que as agências físicas irão permanecer por certo tempo, pois nem todos os clientes são digitais. Dessa forma, a aproximação com a clientela é que vai direcionar as mudanças que devem ser feitas.

Em relação aos concorrentes mais novos, como as fintechsBracher sabe que são uma pedra no sapato. Mas o aprendizado com os novos modelos de negócios são a oportunidade de crescimento para o Itau.

De forma geral, para o Presidente do Itaú o futuro da instituição deve estar pautado no seguinte princípio: a satisfação do cliente com base na tecnologia e na gestão de pessoas.

Fonte: por Diego Dias para Guia de Investidor em 05.07.2019

2019-07-19T17:06:37-03:0019/07/2019|Notícias|Nenhum Comentário
Translate »