No acumulado dos últimos 12 meses, o índice registrou queda de 1,4%

O nível de inadimplência do consumidor recuou 3,9% em fevereiro em comparação com janeiro de 2020, e apresentou alta de 0,4% em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo dados apurados pela Boa Vista. No acumulado dos últimos 12 meses, o índice registrou queda de 1,4%, já descontados os efeitos sazonais.

Os números divulgados pela Boa Vista acompanham quedas constantes observadas pela empresa desde o final de 2016.

Segundo economistas da empresa, porém, os recuos podem chegar ao fim em pouco tempo. O elevado nível de desocupação, a subutilização da mão-de-obra e a lenta recuperação da renda, somados à recente expansão dos empréstimos, podem resultar em maior inadimplência nos próximos meses.

Mesmo com os bons resultados deste mês, o acumulado de 12 meses aponta para a desaceleração no ritmo de quedas registrados pelo índice.

Além disso, segundo a Boa Vista, “outros dados de mercado mostram que a inadimplência tende a crescer mais entre os consumidores de menor renda, exatamente os mais afetados pela lenta recuperação do mercado de trabalho”.

Na avaliação da empresa credora, o nível de inadimplência atingirá um ponto de estabilização após quatro anos de queda, de forma que uma retomada mais vigorosa e generalizada do crédito aos consumidores, sem aumento dos riscos, segue condicionada à evolução do mercado de trabalho e do endividamento das famílias.

Fonte: por O Estadão, em 09.03.2020.