Innovation Killers

Este é um tema delicado, difícil de abordar, mas é necessário e fundamental abrir a sua discussão para a evolução das organizações e ajudar a transformar os Innovation Killers em colaboradores dos projetos de inovação nas organizações.

A importância da Inovação nas Organizações Modernas já foi abordada em outros artigos publicados, e certamente tem aumentado as interações de atores do ecossistema de inovação porém a viabilização de projetos e parcerias de inovação vem enfrentando desafios para sua operacionalização.

Certamente, os atores de inovação nas organizações que estão lendo este artigo já encontram os Innovation Killers no processo de operacionalização de suas iniciativas e ficaram enormemente frustrados quando os procedimentos corporativos e seus “guardiões” não permitiram a viabilização destas iniciativas após longo e árduo trabalho dispendido.

O problema está na conceituação de Projetos de Inovação e Processos Produtivos que os Innovation Killers tentam colocar em uma única cesta. Afim de conceituação, descrevemos a seguir as principais diferenças.

Aí está o grande problema que em muitas vezes vai da alta gestão até as áreas de operacionalização de projetos de Inovação, quando tentam colocar estes projetos nos procedimentos feitos para processos de produção. Nascem aí os Innovation Killers.

Um discurso típico dos Innovation Killers é que este tipo de projeto vai contra o compliance da organização. Mas se o compliance é um instrumento fundamental da Governança Corporativa e do Conselho de Administração que tem como objetivo a perpetuação da organização, o compliance deve prever projetos que poderão garantir o futuro da organização, os projetos de Inovação.

Cada Projetos de Inovação é único e demanda um esforço conjunto das partes para estabelecerem as condições de sua viabilização. A experiência e o conhecimento das características deste tipo de acordo devem ter profissionais especializados que irão buscar as condições necessárias para a sua materialização seguindo referências de compliance que igualmente contemplem este tipo de acordo.

Se a Inovação Aberta é um caminho sem volta e a tendência é o seu crescimento nas organizações, precisamos ajudar os hoje, Innovation Killers, se tornarem parceiros na viabilização dos projetos de inovação, até porque com a automatização de processos, sobreviverá aqueles profissionais que aportam conhecimento e experiência nos processos que estão envolvidos. A aplicação do compliance para processos produtivos tenderá a ser feito por tecnologias como Blockchain e Inteligência Artificial a médio e longo prazo.

Vamos salvar os Innovation Killers e trazê-los para os projetos de inovação, desenvolvendo novas competências e oportunidades para sua atuação!

Conscientemente este artigo é polêmico em sua abordagem e não esgota o assunto mas abre um canal para discussão, insights, comentários e alternativas para os desafios e perda de carga, tempo e recursos dispendidos na operacionalização dos projetos de inovação.

Fonte: por Prof. Ricardo YOGUI, MSc., para Linkedin em 27.02.2019