Inovar ou morrer – Uma questão de sobrevivência para as empresas

Chame do que quiser. Disruptura, ruptura, transformação digital.

Resista a mudança … e morra abraçado as suas convicções.

Trabalho em Escritório Home Office
Agências de Turismo Decolar.com | Booking
Compras de Ingressos Ingresso.com
Taxi UBER
Encontros Tinder
Hospedagem AirBnB
Locadoras de Vídeo/ TV a Cabo NETFLIX
Universidades mit.edu | https://www.harvard.edu
Supermercados Zonasul.com.br
Empresas de Cobrança Acordo Certo | Kitado

 

Os nove primeiros exemplos são experiências consolidadas. As maiores empresas do mercado incentivam seus funcionários a trabalharem em home Office ou algum tipo de coworking.

Comprar passagens, reservar hotéis ou locar um veiculo é algo que todo mundo faz pela internet.

Ingressos para qualquer coisa podem ser adquiridos pelo Ingresso.com.

O UBER é a maior empresa de transportes sem ter um único veículo.

Encontros podem ser marcados pelo Tinder.

AIRBNB é a maior empresa de hospedagem sem ser proprietária de um único alojamento.

Locadoras de Vídeo ou TV a Cabo estão sendo substituídos pelo NETFLIX.

Você já consegue fazer um curso nas melhores Universidades do mundo pelo computador. No horário de sua conveniência.

Fazer compras indo ao supermercado é coisa do passado. Entre no site do seu preferido e faça as compras pelo computador. Já temos geladeiras inteligentes, conectadas a internet (IOT) que podem disparar ordem de compras ao mercado de sua preferência sem a sua interferência.

Eu diria que é possível comprar qualquer coisa hoje, sem ir a uma loja física.

Vende-se crédito On Line!!! A aprovação acontecendo em segundos.

Porque cobrar ainda é visto como impossível de ser feito através de processos digitais pela maioria de empresários de cobrança? A resistência neste setor é absurdamente grande. Parece até que um agente de cobrança faz algo mais do que um chatbot é possível fazer. Ler as opções possíveis de renegociação é algo que um bot irá fazer sem erro.

Mandar um e-Mail ou enviar um SMS e atender pelo WhatsApp não faz sua empresa digital.

O que faz sua empresa digital é o uso inteligente desses recursos. É a capacidade analítica de tomar decisões sobre o volume de dados acumulado (BigData).

O que da resultado é descobrir rápido com quem você consegue contato e dentro deste conjunto quem pode paqar aquilo que está sendo cobrado. Pode ou está disposto. Porque a decisão de pagar esta em um dos lados da equação.

Precisamos entender que voz não acabará, mas se tornará apenas mais um canal possível. Não mais o único, nem o principal. Neste novo mundo, haverá espaço até para a cobrança “door to door”. Nela o agente de cobrança, munido de recursos tecnológicos, smartphone ou tablet acessando a base de dados que estará na internet visitará o cliente.

De certeza temos que o modelo atual está esgotado. Mas como mudar o modelo? Penso que tudo começa com o trabalho de um consultor que domine tecnologias e processos.

Luciano Basile

CEO de i.Coll Soluções Integradas, Software Archicted, Evangelizador em Cloud Solutions. Editor e Publisher de CollbusinessNews.

2017-09-25T11:56:49-03:0027/09/2017|Crédito&Cobrança|1 Comentário
Translate »