Mais de 70% dos consumidores que limparam o nome ganham até dois salários mínimos, revela estudo da Serasa

Serasa Consumidor

09/10/2017

Levantamento que traçou o perfil dos consumidores, que saíram da lista de inadimplência em junho deste ano, também apurou que mulheres foram a maioria (51,8%) e que 41,9% daqueles que reabilitaram o crédito estão no Sudeste do país. Negociações de dívidas pelo serviço Limpa Nome, da Serasa, aumentaram 65,3% no primeiro semestre/2017    

Estudo inédito da Serasa Experian traçou o perfil dos consumidores que saíram da lista de inadimplência em junho deste ano. O levantamento apurou que, desse grupo, 71,8% recebem até dois salários mínimos.

As mulheres foram as que mais deixaram a base de negativados, representando 51,8% da amostragem.

O estudo também apurou que os moradores do Sudeste foram os que mais negociaram contas atrasadas em junho, com 41,9% do total.

Entre os estados, os paulistas responderam por 20,4% do total de consumidores que limparam o nome, seguidos pelos mineiros (10,1%), baianos (9,4%), fluminenses (9,0%) e gaúchos (5,4%).

As pessoas acima de 41 anos foram as que mais se empenharam pela reabilitação do crédito: 53,0% do grupo estavam dentro dessa faixa etária, sendo que 20,4% tinham idade entre 41 e 50 anos; 15,9% entre 51 e 60 anos e 16,7% eram consumidores acima de 61 anos.

65,3% mais negociações pelo Serasa Limpa Nome

No primeiro semestre de 2017 o número de consumidores que utilizaram o serviço Limpa Nome da Serasa para negociar dívidas em atraso, aumentou 65,3% em relação aos primeiros seis meses de 2016. “O aumento foi conseqüência do maior número de consumidores que se cadastraram no portal SerasaConsumidor (www.serasaconsumidor.com.br) para ter acesso as suas dívidas e negociá-las, além de acessar outros serviços voltados ao cidadão que são oferecidos pela Serasa”, diz o diretor de estratégia e gestão da Serasa Experian, Raphael Salmi.

O serviço Serasa Limpa Nome permite negociar dívidas de forma online diretamente com os credores, de qualquer lugar, com comodidade, segurança e de forma gratuita. Para participar, basta acessar o site  www.serasaconsumidor.com.br e preencher o cadastro. Após esta etapa, o consumidor é direcionado a uma página onde estarão listadas todas as dívidas que constam na base de dados da Serasa. A partir disso, o cidadão poderá negociar dívidas com as empresas participantes do serviço Limpa Nome, onde serão apresentados os canais de atendimento disponíveis (telefones, e-mail, site, chat) e em alguns casos até mesmo simular, escolher a melhor condição de pagamento e gerar o boleto de forma online.

O site é desenvolvido em ambiente protegido, o que garante a proteção aos dados do consumidor. Assim, quem não tiver internet em casa, pode usar qualquer computador para negociar.

Inadimplência

Em agosto de 2017, o número de consumidores inadimplentes no país chegou a 60,4 milhões, mesmo número em relação a julho, mas 1,85% acima do mesmo período do ano passado, é o que revela o estudo desenvolvido pela área de Decision Analytics da Serasa Experian, responsável por análises de informações sobre os consumidores e empresas. Segundo os economistas da Serasa, a queda da inflação, a redução das taxas de juros, o ingresso dos recursos do FGTS na economia e a reação do mercado formal de trabalho estão contribuindo para reduzir o patamar de inadimplência do consumidor.

2017-12-14T10:24:56-03:0018/10/2017|Crédito&Cobrança|Nenhum Comentário
Translate »