Mulheres lideram com competência em momentos de crise

Momentos de crise são acompanhados de intenso stress exigindo uma postura comportamental da liderança no sentido de agir com maior objetividade. Junto a esta postura é importante que os liderados identifiquem que, embora sejam chamados para um esforço coletivo na superação a crise, suas necessidades individuais de desenvolvimento e entrega de serviços serão respeitadas. Assim, naturalmente ocorrerá o engajamento exigido na direção da superação da crise de maneira saudável.

Neste contexto, as mulheres possuem características comportamentais muito favoráveis para conduzir situações de crise, pois trabalham bem em equipe, são habilidosas na administração de conflitos, tem abertura para o diálogo e são consideradas justas no ambiente de trabalho.

Isto faz com que em tempos de crise sejam mais procuradas para administrar equipes e negócios.

Assim, o estereótipo de que as mulheres são a parte frágil das relações deixa de existir, pois investem cada vez mais em potencializar, por meio do conhecimento, suas habilidades comportamentais.30

Destacamos 5 (cinco) características comportamentais da liderança feminina:

– Atenção para a qualidade da entrega: a atenção à qualidade das entregas, independente da área de sua atuação, faz com que busque a melhoria contínua e, assim, atender às exigências dos processos liderados;

 – Facilidade em identificar necessidades: sua sensibilidade de percepção auxilia na identificação de serviços, produtos ou postura melhores indicadas para situações diferentes;

– Percepção do todo: sua visão sistêmica possibilita estar atenta aos detalhes necessários à qualidade de um serviço, quanto à percepção do quadro geral, operando mudanças tanto em nível individual quanto no coletivo;

– Enxergar além da superfície: a intuição favorece enxergar mensagens além do que do que está explicito e agir sobre uma determinada situação de maneira mais profunda e mais criteriosa;

– Facilidade de relacionamento: promove e incentiva maior engajamento dos liderados a fim de atingir o resultado necessário para o negócio.

Quando a mulher se apropria de suas habilidades naturais, alavanca em nível pessoal, profissional, negócios e financeiro. Deixa de terceirizar suas responsabilidades e se destaca em todos os seus empreendimentos.

Uma mulher que consideramos uma inspiração de liderança feminina de sucesso é Luiza Helena Trajano, que visita pessoalmente suas lojas, incentiva o contato direto com o cliente, sendo considerada uma forte defensora do empoderamento feminino e do incentivo da participação feminina em cargos de comando.

Uma frase que encerra este artigo e nos faz refletir o quanto o comportamento autoconfiante nos direciona a atingir resultados:

“Primeiro faça o necessário, depois faça o possível e, de repente, você vai perceber que pode fazer o impossível”.

Fonte: por Regina Alvares*,  para CollBusiness News em 04.065.2018

*Educadora e terapeuta financeira, coach,  especialista em comportamento financeiro e profissional.

Instagram: regina_alvares

Skype: Regina Alvares

WhatsApp: (11) 97296-5265

2018-06-04T09:04:56-03:0004/06/2018|Capital Humano|Nenhum Comentário
Translate »