Quando as emoções te fazem gastar mais do que poderia e comprometem a sua saúde financeira

Você já passou por uma loja e o perfume que sentiu no corredor a fez voltar, entrar, comprar e sair com no mínimo uma sacola nas mãos?

Você já recebeu um elogio, e por sentir-se merecedora foi a um restaurante e pediu àquela refeição mais cara?

Já entrou em sites e encheu o carrinho, mas não efetivou as compras porque o que precisava era a sensação de comprar?

Entrou em uma livraria e no meio a tantas promoções saiu dela com ao menos 02 livros e se comprometendo a somente comprar mais após ler estes dois?

Realizou mais um curso de especialização, pois afinal é melhor estar bem preparada do que o desconforto de não ter respostas?

Eu tenho resposta afirmativa no mínimo para três das questões acima.

Mas qual é o problema? Não posso me sentir feliz e me dar presentes ou me preparar mais para passar conhecimentos? Ou ter o prazer de praticar um dos meus hobbies, a leitura? Claro que não tem problema!

A situação pode tornar-se complicada quando você é movida pela compensação de uma dor, uma aflição ou angústia, fazendo com que compre sem a necessidade, adquira algo que sequer se lembra de ter comprado um igual ou quando não uso o que adquiriu.

Vamos juntas mudar este cenário! Você conhecerá 4  gatilhos que te fazem comprar mais e aprender a se dizer não de maneira consciente!

Então, quais seriam estes gatilhos emocionais que te levam a gastar mais especialmente quando você não tem a condição?

Tédio é um deles!! Sabe aquele momento que estando sem fazer nada você busca alguma coisa para te animar? Senta na frente do notebook e entra em sites com promoções faraônicas e não quer perder a oportunidade de preencher o seu tempo livre?????

O que fazer? Comece a programar o seu tempo livre ou quando perceber que o tédio esta te rondando. Tenha algumas atividades na manga, pegue um livro de sua preferência, faça aquela comida gostosa que há tempos você não faz, assista um filme que você curte. O objetivo é tirar da sua mente a vontade de levantar e ir às compras!!!

Mau Humor! Sabe quando tudo está dando errado e logo cedo já bateu o dedinho do pé na quina da cama? Dá uma vontade de mandar tudo para um lugar não tão agradável??? Nada te faz curtir?

O que fazer? Tenha em mãos uma lista de coisas que você gosta de fazer, como ouvir uma música que você curte muito, falar com uma pessoa que sempre tem uma palavra de incentivo e consegue mudar o seu dia, mas não faça compras neste dia!!

Emoções extremas! Emoções demais, raciocínio de menos. Sabe as situações que a emoção está em pleno vapor e você não consegue pensar direito? Cuidado, pois todo motivo será adequado para adquirir coisas como uma forma de silenciar a criança interior que não teve seu pedido atendido e a birra vai correr solta.

O que fazer? Aconteça o que acontecer, continue respirando! O autoconhecimento é uma ferramenta ideal para entendermos como funcionamos e nos propormos a adquirir novos hábitos e, consequentemente, novos comportamentos.

Merecimento! Já ouviu frases famosas como: Eu trabalhei tanto e mereço! Aguentar aquela pessoa vale um momento de prazer! Me esforço tanto! e por ai vai…Num piscar de olhos você está pegando parte do valor da promoção que recebeu e dando um destino para ela…compras!!

O que fazer? Primeiro deixe a euforia um pouco de lado! Curta sim sua promoção, realmente você merece comemorar resultados!! Mas não precisa ser no local mais caro…sabe a ideia de agora eu posso e mereço…muito provavelmente o estado de euforia a fará gastar mais do que deveria e não somente parte como todo o valor adicional da promoção estará comprometida antes mesmo de recebê-la.

O que sugerimos não é deixar de comemorar, mas pensar em como comemorar para que não seja apenas uma Noite de Verão!  Que você não transforme o merecimento em objeção de comemorar o seu sucesso em qualquer área de sua vida.

Por Regina Alvares, em 29.11.2018, para o Likedin


“Eu contribuo para que as mulheres descubram o seu potencial em liderar todas as áreas de sua vida, assumindo a responsabilidade de mudar comportamentos e hábitos na direção de aumentar a eficácia, fortalecer os seus pontos fortes e estabelecer estratégias para obter os resultados desejados.”

Regina Alvares

2018-12-05T12:42:58+00:00 05/12/2018|Gestão|0 Comentários

Faça Um Comentário

Translate »