Quebra de acordo

Não existe nada mais frustrante que está planejando utilizar um valor que foi projetado  em cima de acordos firmados, e os valores confirmados ficarem abaixo do esperado.

Existe algumas ações que podem ser feitas de maneira rápida e prática para conseguir diminuir a quebra do acordo.

Uma das maneiras mais assertivas é o prazo de negociação; quanto mais distante o vencimento do acordo da data de fechamento, maior a possibilidade de quebra. Isto por que o cliente pode 'esquecer' o compromisso e ser tentado a quitar outras dívidas; ou até mesmo gastar o dinheiro com outras coisas. Por isso faz -se necessário ter senso de urgência e os operadores demonstrarem isso ao cliente.

Após o fechamento, precisamos pensar também em as ações a serem realizadas de maneira preventiva. Existem opções,  simples e  complexas; uma delas é a sinalização pelo mesmo canal de contato com o cliente; por exemplo, se o cliente fechou acordo pelo Whats App, entrar em contato por aí, para lembra-lo do debito e do compromisso de pagamento.

Outra forma que faz diminuir a quebra. são as ações massivas de SMS e E-mail. Nesse quesito, é importante ficar atento às respostas do cliente, para evitar ações que mesmo que preventivas, estão duplicadas ou excessivas; o que pode acabar irritando o cliente, a ponto dele não querer pagar.

E a maneira mais comum, e mais praticada, é a realização de chamadas pelo próprio operador que fechou a negociação.

Aqui pode  existir o fato de que o operador  não gosta de realizar ações preventivas, pois “acredita” que pode  acabar fechando mais acordos com mais chamadas para outros clientes.

Fonte: por Pedro Felipe* - Account Manager na Akiva Software, para Linkedin em  09.06.2021. Crédito de imagem: Geralt (Pixabay)

*escreve semanalmente situações de operações de cobrança, com a missão de ajudar empresas a serem mais efetivas e lucrativas.