A Revolução da Industria 4.0 e a Internet das Coisas

indústria 4.0

Com as melhorias nos processos produtivos na indústria, a tecnologia está fazendo parte da vida de todas as empresas. Esse conceito de indústria está sendo responsável pela maior otimização e na qualidade do produto final. Tudo isso graças a indústria 4.0 e internet das coisas.

A manufatura avançada, como é conhecida a indústria 4.0, é basicamente a automação de todos os processos operacionais da indústria. Entretanto, não basta apenas colocar a automação na linha de produção, o empresário que investe neste sistema deve fazer uma grande reestruturação da empresa. Todos os setores devem estar preparados para ter uma maior produtividade, principalmente nos conceitos de Indústria 4.0 Internet of things e aplicativos.

O que é indústria 4.0?

Uma das principais novidades deste conceito a união entre a indústria 4.0 e a internet das coisas em todos os processos do setor. As duas primeiras revoluções industriais ocorreram através do vapor e da energia elétrica, já a terceira revolução parecia ter o mesmo caminho, entretanto, a criação do CLP (controlador lógico programável) nos anos 60 mudou a história do setor. Com ele, todos os processos passaram a ter automatizados melhorando a produção industrial.

O tempo foi passando, e o objetivo das empresas é otimizar cada vez mais este processo. Esse processo é inevitável para os especialistas, tanto, que foi tema do último Fórum Econômico Mundial de Davos, que tinha como um dos principais temas a “Globalização e Indústria 4.0”. Por isso, é necessário que a indústria 4.0 exigirá um novo profissional, que esteja preparado para desempenhar essa difícil, porém produtiva tarefa.

Com a presença da internet das coisas, todas as aplicações industriais passariam a ser controláveis, graças à conexão digital com a internet. Outro importante assunto é o uso de aplicativos e softwares de inteligência artificial, que com o uso de um banco de dados, é capaz de produzir de maneira autônoma, sem a necessidade do operador para participar diretamente de todo o processo.

Internet das coisas no dia a dia

Na vida diária, esse conceito tomou todas as atividades, pois, consegue desempenhar atividades sem a necessidade de uma pessoa para fazer isso, usando somente a tecnologia, com sensores e mecanismos de informação incluídos em inúmeros aparelhos e acessórios em tempo real, o conceito é o único da história humana que está sendo estudado junto com o desenvolvimento da produção.

Dessa forma, a indústria 4.0 novo desafio para a indústria brasileira pois, devido a necessidade de acompanhar a produtividade dos países desenvolvidos e não ficar para trás, significando, em casos extremos, o fechamento das fábricas.

Por isso, conhecer todos os processos na indústria 4.0 e internet das coisas é fundamental para a empresa conseguir competir em alta qualidade. A produção flexível e modular deste sistema torna a manufatura avançada algo tão importante para o setor industrial, pois ele consegue produzir de acordo com a demanda proposta, otimizando o estoque e os recursos.

Benefícios da indústria

O principal ponto positivo quando se fala da indústria 4.0 e internet das coisas está na redução dos custos da empresa. Algumas das razões já foram citadas acima, como a integração dos processos de operação, e a autonomia de todas as máquinas em produzir adequadamente.

Além disso, todo um sistema de gestão da empresa deve trabalhar sistematicamente com a quantidade necessária para o consumidor, para isso, é necessário o uso de planilhas, relatórios automatizados, entre outras atividades para que possam ter o registro das atividades. Todas elas trabalhadas com a internet das coisas e suas aplicações.

No Brasil, alguns nichos do setor agropecuário e industrial já utiliza máquinas e processos automatizados na sua produção. Mas, ainda está acontecendo a transição da indústria 2.0 ao 3.0, ou seja: quem apostar na indústria 4.0 e internet das coisas sai na frente no país.

Princípios da automação industrial

Dentre os pilares da indústria 4.0, estão os processos de:

Análise Big Data: Com extensos relatórios de produtividade e futuras atividades, esse sistema de aplicativos da Indústria 4.0 consegue ter uma melhor qualidade na sua produção, além de evitar possíveis problemas;

Segurança: No passado, eram comuns as máquinas sofrerem falhas de funcionamento da máquina, e até, acidentes de trabalho que envolviam funcionários. Com a automatização dos processos, os problemas na produção são drasticamente resolvidos, fazendo com que todo o sistema tenha proteção para evitar contratempos;

Operação em tempo real: Todas as atividades são vistas e analisadas em tempo real, tornando instantâneo a produção industrial, assim como os processos administrativos de uma empresa;

Virtualização: Com os processos em tempo real, a presença de tecnologias como sensores auxilia na regulação remota dos processos, tornando rastreáveis toda a linha de produção;

Orientação de serviços: Com esse sistema, pode-se trabalhar em serviços de computadorização na nuvem, tornando virtual todo o armazenamento dos processos de gestão e operação;

Aumento da Robótica: Na união entre indústria 4.0 e internet das coisas, os robôs passam a ter mais participação no setor, com maior autonomia de ação, consegue substituir a mão-de-obra em processos de alto risco, dando maior conforto aos funcionários.

A indústria 4.0 vai transformar o mundo industrial, por isso, estar bem preparado para esse novo conceito é fundamental para a sobrevivência no mercado, seja como funcionário, ou como empreendedor. Todo esse sistema serve para melhorar, baratear e otimizar os processos de produção, um sonho para todos que trabalham no setor.

Fonte: por Usemobile, em 19.02.2019

2019-05-10T16:06:01-03:0010/05/2019|Tecnologia|Nenhum Comentário
Translate »